Veja dicas para fazer declaração de imposto de renda

Até o momento, foram entregues aproximadamente 8 milhões de declarações para o Imposto de Renda 2016, faltando, portanto, segundo cálculos do governo, serem entregues 20 milhões de declarações. Os números mostram que o brasileiro, em grande parte, deixa para cumprir suas obrigações no final dos prazos. Esse comportamento mostra uma tendência que se repete há anos.

O problema de deixar para a última hora é que o tempo fica limitado e acaba se tornando um inimigo, pois é comum faltarem dados para a declaração que ficam difíceis de conseguir. Além disto, sempre surgem dúvidas no preenchimento, portanto, é de extrema importância dedicar um tempo para o preparo da declaração.

O prazo final para a entrega será 29 de abril. Quem não entregar no prazo sofrerá multa de 1% ao mês, podendo chegar a 20% do imposto devido. Para auxiliar, o diretor de economia da ANEFAC (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, administração e contabilidade), Roberto Vertamatti, explica quais os cuidados necessários.

Quem deve declarar:

Aqueles com renda tributável acima de R$ 28.123,91, ou que tiver recebido valores acima de R$ 40 mil isentos, não tributáveis ou tributados na fonte em 2015. E aqueles com bens superiores a R$ 300 mil.

Onde fazer a declaração:

Eletronicamente (por computador, tabletes e celulares), acessando www.receita.fazenda.gov.br.

Novidades:

1 - É preciso informar o CPF de dependentes maiores de 14 anos (antes, a exigência existia a partir dos 16 anos);

2 - Médicos, dentistas, psicólogos, advogados e outros profissionais precisarão informar todos os CPFs dos clientes;

3 - Há algumas novidades e facilidades operacionais quanto ao preenchimento da declaração que tornam o processo de execução da declaração mais ágil.

Deduções:

É possível deduzir gastos com saúde (plano de saúde, médico, etc.), educação (escola, faculdade, etc.), bem como dependentes. Lembrando que o aluguel não pode ser deduzido do imposto de renda, mas deverá ser informado o gasto.

Bens e direitos:

Tudo deve ser declarado, dívidas e ônus reais. No caso de imóveis, é importante ter o registro histórico do valor do bem. Caso seja feita reforma no imóvel, o mesmo pode acrescer o valor declarado. No entanto, é preciso guardar a documentação (notas fiscais de compra e de serviços).

Limites:

A defasagem da correção das tabelas do imposto de renda está hoje na ordem de 72%, isto é: praticamente estamos pagando o dobro. Para se ter uma ideia, a inflação em 2015 pelo IPCA foi de 10,67% e a tabela foi reajustada em 5,6%.

A dedução anual por dependente é de R$ 2.275,08. O limite anual de dedução de despesas com educação passou para R$ 3.561,50. Limites bastante baixos.

No modelo simplificado de declaração, o limite de 20% do valor dos rendimentos tributáveis (desconto simplificado) passou para R$ 16.754,34.

É casado, os dois com renda, o que fazer:

Faça um teste: simule a forma de declaração separada ou em conjunto. O programa da receita já faz, automaticamente, a declaração pelo modelo simplificado e ou completo, então é importante observar e escolher o menor valor a pagar de imposto de renda.

Restituição de imposto:

Só acontecerá se o contribuinte tiver pago mais impostos do que deveria. Estes pagamentos serão feitos pelo Governo até o mês de dezembro. Geralmente, quem entrega antes, recebe antes. O primeiro lote será pago em junho.

Imposto a pagar:

Agora se o contribuinte não fez o pagamento devido dos impostos durante o ano de exercício 2015, ao final do preenchimento da declaração, constará o valor a ser pago. Haverá a opção de boleto ou débito em conta para quitação dos débitos.

Preenchimento e comprovantes:

Todo o preenchimento da declaração deverá ser feito com base nos dados informados nos comprovantes (informe de rendimentos da empresa onde trabalha, informes bancários enviados pelos bancos ou disponíveis no site do banco, recibos de despesas médicas, recibos de pagamento da assistência médica, recibos de gastos escolares, etc.). Toda a documentação precisa ser arquivada por, pelo menos, cinco anos após a entrega da declaração do imposto de renda.

Ao terminar a declaração:

Imprima uma cópia completa da declaração e guarde-a com o número do recibo de entrega, bem como todos os comprovantes de renda e de pagamentos efetuados.

Retificação e malha fina:

O sistema da receita já mostra se houve algum erro no preenchimento. Agora se cair na malha fina, identifique a pendência e faça as correções necessárias. Sonegação é crime! A multa é de até 150% do valor do imposto, além do risco de cumprir pena de dois a cinco anos de prisão. Portanto, agir de má fé pode gerar complicações sérias para o contribuinte.

Declarações mais complexas:

Neste caso, a recomendação é procurar um profissional capacitado, um contador.

fonte: uol.com.br

Cotações e Índices

Moedas - 18/12/2018 15:56:40
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,901
  • 3,902
  • Paralelo
  • 3,870
  • 4,070
  • Turismo
  • 3,750
  • 4,060
  • Euro
  • 4,434
  • 4,437
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,931
  • 3,930
  • Libra
  • 4,930
  • 4,933
  • Ouro
  • 155,030
  •  
Mensal - 06/12/2018
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • 0,21
  • 0,40
  • Ipc/Fipe
  • 0,39
  • 0,48
  • Ipc/Fgv
  • 0,34
  • 0,48
  • Igp-m/Fgv
  • 1,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • -
  • 0,26
  • Selic
  • 0,47
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,55
  • 0,55
  • TR
  • -
  • -

Agendas Tributárias

  • 20/Dezembro/2018
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
  • Cofins/CSL/PIS-Pasep | Retenção na Fonte.
  • COFINS/PIS-Pasep | Entidades financeiras.
  • INSS | Previdência Social.
  • EFD - Contribuintes do IPI | Pernambuco e Distrito Federal.
  • Simples Nacional.
  • IRPJ/CSL/PIS/COFINS | Incorporações imobiliárias | Regime Especial de Tributação – PMCMV.
  • IRPJ/CSL/PIS/COFINS | Incorporações imobiliárias | Regime Especial de Tributação.
  • Previdência Social (INSS) | Parcelamento excepcional de débitos de Pessoas Jurídicas.
  • Parcelamento especial da Contribuição Social do salário-educação.
  • Previdência Social (INSS) | Parcelamento Especial de Débitos - PAES.
  • 13º salário 2018.
  • INSS | 13º salário 2018.
META CONTABILIDADE LTDA.
Rua das Arraias, 80   |   Parque Residencial Aquarius - Sala 01   |   São José dos Campos/SP
Fone: (12) 2135.0400 - Fax: (12) 2135.0430   |   meta@metacontabilsjc.com.br
Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)