As 5 leis da empregabilidade agora (e sempre)

Mudanças acontecem em todo lugar o tempo todo e são a única certeza que temos para o futuro, afirma a professora da IESE Business School Mireia Las Heras.

Crises econômicas, fusões, aquisições e a tecnologia cortam postos de trabalho e impulsionam a competitividade.

Estabilidade de emprego? Não é mais uma realidade possível para os profissionais da iniciativa privada. Em períodos tão movediços, a professora indica cinco ações ligadas à gestão de carreira para dar sustentação à empregabilidade.

Essenciais nos momentos mais negros de uma crise, as atitudes indicadas pela professora são, certamente, efetivas também na bonança.

1. Reflexão 
Qual o seu perfil profissional? Que habilidades desenvolveu até este ponto da sua carreira e quais as suas principais contribuições às empresas para as quais trabalhou? Encontrar respostas para estas perguntas é o primeiro passo a ser dado, segundo a professora da IESE Business School.

Ela afirma que o autoconhecimento ganhou uma importância inédita porque o horizonte de desenvolvimento da carreira está mudando muito: empresas se fundindo, empresas desaparecendo, indústrias mudando portfólios de produtos.

“Neste contexto, o autoconhecimento é importante para que o profissional saiba no que é bom, onde pode contribuir e como pode fazer uma mudança de carreira da maneira mais suave”, diz.

2. Experiências
Para os proativos, crises são um convite ou até mesmo um empurrão para reinvenção profissional, diz a professora. “Para aqueles que não tem autoconhecimento e não são proativos, a crise provavelmente os levará à estagnação e a um cenário de poucas opções ou possibilidades de carreira”, diz Mireia.

Abrir-se a possibilidades de crescimento profissional - seja por meio de voluntariado, novos hobbies, cursos ou a partir da interação com a rede de contatos - traz insights sobre suas habilidades e paixões.

3. Gerenciamento da presença online
Tenha a certeza de que o que pode ser encontrado sobre você na internet vai ao encontro da maneira como você quer se apresentar ao mundo. Lembre-se de que a ausência de perfis em redes sociais também diz sobre você.

Como você pode mostrar aos outros o que você sabe e sobre o que se interessa? Como mostrar o que você já fez no passado e revelar seus pontos fortes? Blogs, LinkedIn e outras redes sociais podem ajudar neste processo.

“No LinkedIn, não é necessário criar uma comunidade, é possível partilhar com as pessoas que já estão na sua rede e isso não exige um esforço semanal, por exemplo. Mas é possível ainda sim estar presente lá para mostrar o que você sabe no que é bom”, diz Mireia.

O Twitter, segundo a professora, pode ser uma ferramenta para revelar interesses e construir uma rede de pessoas que tenham estes mesmos gostos. Facebook é mais relacionado a assuntos pessoais e, por isso, pede cuidado com mecanismos privacidade, diz a professora da IESE.

4. Flexibilidade
“A flexibilidade tem se tornado mais importante porque precisamos nos adaptar a um ambiente que muda rapidamente em termos políticos, sociais, industriais, de mercado e de tecnologia”, diz Mireia.

Autoconhecimento, autogerenciamento, adaptabilidade e autoconhecimento também são habilidades comportamentais necessárias e tão importantes quanto a flexibilidade, segundo a professora.

5. Investimento em capital social
Por capital social entenda pessoas que da sua rede com quem você pode aprender , se desenvolver e ganhar mais autoconhecimento. “ Melhorar o seu capital social é conectar-se a pessoas com as quais é possível aprender e também contribuir”, diz a professora.

Participar de eventos, reuniões e conferências é uma maneira de investir em capital social para além do gerenciamento da presença online.

Fonte: Exame.com

Cotações e Índices

Moedas - 18/12/2018 15:56:40
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,901
  • 3,902
  • Paralelo
  • 3,870
  • 4,070
  • Turismo
  • 3,750
  • 4,060
  • Euro
  • 4,434
  • 4,437
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,931
  • 3,930
  • Libra
  • 4,930
  • 4,933
  • Ouro
  • 155,030
  •  
Mensal - 06/12/2018
  • Índices
  • Set
  • Out
  • Inpc/Ibge
  • 0,21
  • 0,40
  • Ipc/Fipe
  • 0,39
  • 0,48
  • Ipc/Fgv
  • 0,34
  • 0,48
  • Igp-m/Fgv
  • 1,52
  • 0,89
  • Igp-di/Fgv
  • -
  • 0,26
  • Selic
  • 0,47
  • 0,54
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,55
  • 0,55
  • TR
  • -
  • -

Agendas Tributárias

  • 20/Dezembro/2018
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
  • Cofins/CSL/PIS-Pasep | Retenção na Fonte.
  • COFINS/PIS-Pasep | Entidades financeiras.
  • INSS | Previdência Social.
  • EFD - Contribuintes do IPI | Pernambuco e Distrito Federal.
  • Simples Nacional.
  • IRPJ/CSL/PIS/COFINS | Incorporações imobiliárias | Regime Especial de Tributação – PMCMV.
  • IRPJ/CSL/PIS/COFINS | Incorporações imobiliárias | Regime Especial de Tributação.
  • Previdência Social (INSS) | Parcelamento excepcional de débitos de Pessoas Jurídicas.
  • Parcelamento especial da Contribuição Social do salário-educação.
  • Previdência Social (INSS) | Parcelamento Especial de Débitos - PAES.
  • 13º salário 2018.
  • INSS | 13º salário 2018.
META CONTABILIDADE LTDA.
Rua das Arraias, 80   |   Parque Residencial Aquarius - Sala 01   |   São José dos Campos/SP
Fone: (12) 2135.0400 - Fax: (12) 2135.0430   |   meta@metacontabilsjc.com.br
Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)